quarta-feira, 18 de abril de 2018

Imagens que curam


Imagens que curam

Cercar-se do que é belo fortalece e resgata a beleza interior que existe dentro de cada um. A natureza é a melhor representação dessa ideia. O lar ou local de trabalho podem ser palhetas simbólicas que a imaginação pode criar e recriar para tornar a vida mais alegre e feliz. Imagens podem ser aliadas na cura de qualquer mal-estar seja físico, emocional, mental ou espiritual.

Nesse sentido muito pode ser feito e a representação dessas imagens podem ser dispostas de várias formas, tais como:

- Um pequeno vaso de planta. Pode ser o foco de atenção em uma mesa de centro e deixar a sala de jantar mais leve. É belo, simples e lembra vida.

- Um quadro com a imagem de um local aconchegante, turístico ou retratando um lugar especial da sua vida podem trazer a memória bons momentos vividos ou sonhados.

- Decoração agradável com itens que os moradores gostem. Dispostos de forma a ficarem a vista numa estante ou mesinha.

- Um jardim florido pode ser uma bela vista da janela dos cômodos da casa ou local de trabalho.

- Um espelho bem posicionado pode refletir a beleza do local. Seja um jardim ou imagem bonita dentro de casa.

- A própria organização e limpeza da casa trazem a mente sintonia e equilíbrio.
Faça um teste: ande por sua casa. Observe as imagens expostas. São agradáveis? Trazem a ideia de harmonia, alegria, felicidade ou despertam sentimentos bons? Caso algo ao olhar não traga bem-estar está na hora de se desfazer. O que não é útil ou agradável para você pode passar adiante através de doação. Pode ser que outra pessoa seja feliz.

Na dúvida quando não se sentir bem. Olhar uma imagem harmoniosa pode proporcionar um grande bem-estar. A figura de uma mandala ou representação da natureza entram na nossa mente e podem trazer grandes transformações internas.  Um caminho para cura pode começar assim. Alimente sua mente com belas e harmoniosas imagens. Bons sentimentos aflorarão e todo o seu ser agradecerá.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Meditando com a gurizada: Guardiões da paz

Meditando com a gurizada: Guardiões da paz:     Guardiões da paz Já estou na terceira edição do projeto Meditando com a Gurizada. Sempre com o desafio de ajudar as crianças de...

terça-feira, 10 de abril de 2018

Palestra no CONAESO - Como transformar sua casa em um refúgio de harmonia



I CONGRESSO NACIONAL DE ESOTERISMO E BEM ESTAR
21 a 27 de Maio de 2018

ONLINE E GRATUITO


Serão 7 dias de Palestras Gratuitas com os maiores nomes Esoterismo, Saúde e Bem Estar do Brasil, todos reunidos para auxiliá-lo a fazer uma verdadeira transformação em sua vida!
Eu serei uma das palestrantes com o tema: "Como transformar sua casa em um refúgio de harmonia".
Abaixo o link para inscrição no congresso online para assistir gratuitamente as palestras.


segunda-feira, 9 de abril de 2018

Curso de Reiki II



 CURSO DE REIKI II

Reiki energia de cura. Alinhamento de energias que melhoram sua vida física, emocional, mental e espiritual.

Data: 10 Jun 2018 (domingo)
Horário: das 9h às 18h
Valor: R$ 270,00
Programa:
Símbolos de Reiki e seus usos
Reiki à distância
Centramento e proteção energética
Programação e reprogramação mental
Limpeza de ambientes
Instrutora:
Mestre Reiki Andrea dos Santos Leandro
Endereço:
Rua Visconde de Pelotas, 621
Esq. Silva Jardim – Santa Maria/RS
(Constelação – Espaço Psicoterapêutico)
Inscrições e informações:
(55) 9632.1828 (whatsapp)
andrelis.2@gmail.com
www.harmonizacaodeespacos.blogspot.com.br

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Um quarto inspirado no modelo Montessori

Fonte da imagem: http://www.mae.blog.br/quarto-montessoriano/



Um quarto inspirado no modelo Montessori

Maria Montessori foi uma médica e pedagoga que no início do século passado desenvolveu atividades com as crianças criando métodos que estimulam sua independência. Uma das suas premissas é o ambiente preparado para o desenvolvimento equilibrado na infância. Com base nessa metodologia o quarto de uma criança tem um enfoque bem diferente do que damos atualmente. Hoje é pensado em como facilitar para o adulto lidar com a criança e não ser um espaço para ela se desenvolver.

Daí você pode se questionar: - Como assim? Então esclareço: o berço é com grades para que a criança não saia - parecendo uma prisão. O enfoque é na sua segurança em não cair. O trocador de fralda é alto e assim por diante, ficando tudo facilitado para o adulto. Num quarto dentro da filosofia Montessori tudo fica ao alcance da criança. Sendo ela privilegiada e o adulto é que tem que se adaptar.

O espaço precisa ser pensado em facilitar a ação da criança com toda a segurança é claro! Então a cama e, por conseguinte o trocar as fraldas é no chão. Tudo em cima de um colchão que a criança pode se locomover à vontade. Tapetes podem ser usados para ela ter a noção de diferentes texturas.

Uma barra pode ser colocada na parede para que a criança possa se agarrar e treinar seus primeiros passos. Uma pequena estante ou cestos com brinquedos e livros para que ela mesma escolha quais quer brincar. Na medida que vai crescendo os pais ensinam a guardar. Para tanto, não colocar muitos brinquedos a disposição. Troque a cada 15 dias, por exemplo.

Para maior segurança evite móveis com quinas e objetos que possam quebrar, como itens de vidro. Proteja as tomadas.

Com relação a espelhos, item recomendado pelo método Montessori para que a criança se auto observe, eu tenho uma ressalva. Em quarto de criança pode gerar sustos. Em função de luzes do ambiente ou de locais próximos refletirem no mesmo. Gerando imagens inesperadas que podem assustar a criança, principalmente na hora de dormir.
Esse método pode ser levado para toda a casa. Para que a criança possa circular livremente. Não podendo adaptar o lar. Pelo menos o quarto da criança siga essas premissas.

Na metodologia Montessori é criado um ambiente lúdico para a criança que estimula a criatividade e seguro para seu desenvolvimento. Ficou curioso? Pesquise sobre o método. É uma filosofia de aprendizado que indico para ser estudado de maneira formal para ser aplicado nas escolas e também em casa. Com um olhar especial para a criança, adulto consciente e ambiente preparado se cultiva uma família feliz e saudável.

Atualmente estou fazendo o curso Mundo em Cores considerado como uma escola de pais. Até onde estudei estou amando, portanto, recomendo. Mais informações no site https://mundoemcores.com/

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços


quarta-feira, 28 de março de 2018

Meditando com a gurizada: Caixa da Paz

Meditando com a gurizada: Caixa da Paz: Caixa da Paz Desde 2016 nas aulas do Meditando com a Gurizada - projeto que desenvolvo na Escola Medianeira como atividade extracurr...

quinta-feira, 22 de março de 2018

Curso de Reiki I com Andrea Leandro


Curso de Reiki I

Reiki energia de cura. 
Alinhamento de energias que melhoram sua vida física, emocional, mental e espiritual.

Data: 08 Abr 2018 (domingo)
Horário: das 9h às 18h
Valor: R$ 250,00

Programa:
História do Reiki
Aplicação de Reiki
Noções de corpos e Chakras
Uso do pêndulo para diagnóstico
Organização da sala de atendimento com Reiki
Iniciação em Reiki nível I

Instrutora:
Mestre Reiki Andrea dos Santos Leandro

Endereço:
Rua Visconde de Pelotas, 621
Esq. Silva Jardim – Santa Maria/RS
(Constelação – Espaço Psicoterapêutico)

Inscrições e informações:
(55) 99632.1828 (whatsapp)
andrelis.2@gmail.com
www.harmonizacaodeespacos.blogspot.com.br


Convite no Facebook: https://www.facebook.com/events/1848462081867982/

terça-feira, 20 de março de 2018

Casa saudável


Casa saudável

Uma casa saudável vai além de ecológica e sustentável. Os materiais e forma de viver precisam estar numa sincronia que o bem-estar e saúde reinem para todos. Inclusive a comunidade pode se beneficiar. Algo fácil? Talvez. Impossível? Não. Tudo é possível. Os caminhos existem. Só precisam estar acessíveis a todos.

Com o advento do ar-condicionado muitos lares e ambientes de trabalho não se preocupam se o local terá ventilação ou receberá a incidência solar adequada. O que as pessoas não se deram conta que é importante o ambiente ter circulação de ar e que o sol além de energizador sua luminosidade traz salubridade para o local. Assim como as construções grudadas umas nas outras muitas vezes impedem a ventilação cruzada. O que renova o ar e ajuda a retirar poluentes do ambiente.

A maioria das tintas e produtos industrializados utilizados nas construções podem emitir um pouco de gases tóxicos. Com o tempo vão se diluindo. Mas quando em grande quantidade ou quando o ambiente fica muito tempo fechado podem fazer mal para a saúde como provocar alergias.

Pode não ser possível ter o ambiente totalmente saudável. Atitudes podem ser tomadas para irem transformando o local, tais como:

- Utilizar ventilador de teto no exaustor ajuda a distribuir melhor o ar no ambiente, principalmente com o uso do ar-condicionado.

- Abrir as janelas para o ar circular e a luz natural entrar. Pelo menos alguns momentos por dia.

- Plantas são excelentes absorvedoras de poluentes de ambientes. Recomendadas pela NASA que fez pesquisas a respeito, tais como: Espada de São Jorge, Ficus, Gérbera, Jibóia, Samanbaia, Hera Inglesa, Tamareira Anã, Crisantemo, Dracena e Antúrio.

- Utilizar mais elementos naturais no ambiente como toalhas, lenções e roupas de algodão e cerdas naturais. Evitam ter estática ao contato.

- Qualidade da água: Evitar caixa d’água de amianto, utilizar filtros a base de carvão e quando utilizar garrafas que sejam de material com “free besfenol”. Que é um elemento poluente.

- Ambiente ergonômico. Preparado tanto para a infância quanto para pessoas com necessidades especiais. Como acessos e barras de apoio nos banheiros.

- Manutenções preventivas mantem a qualidade e salubridade dos espaços.

Precisamos cuidar a Síndrome do Edifício doente reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma patologia. Onde a saúde é relegada pelo mal uso e conservação da edificação. Cuidar do ambiente é cuidar da sua saúde. Numa casa saudável as pessoas são mais felicidades e equilibradas.

Mais informações sobre construções saudáveis em Selo Casa Saudável

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços


quarta-feira, 14 de março de 2018

Estações da vida

Fonte da imagem: vídeo Ireland - The Road Not Taken

Estações da vida

A vida é cheia de fases desde o nascimento passamos por vários momentos como a infância, juventude, maturidade e encerramos um ciclo cheio de ciclos. Cada fase tem sua peculiaridade. Todas necessárias para o amadurecimento do ser tanto físico, mental, emocional e espiritual. Precisamos de apoio e segurança nos primeiros passos e no final do ciclo, muitas vezes, também. Um retorno a uma condição de dependência que exige a mesma compaixão, compreensão e desprendimento dos cuidadores.

É comum falar em fazer mais uma primavera quando chega a data do aniversário. É um novo florescer, um novo ano que deve ser comemorado. Nem todos tem o privilégio de ter uma vida longa. E quando tem no mínimo devemos agradecer. A qualidade dessa vida depende muito de como nossa mente e emoções lidam com o dia a dia. Daí vale lembrar aquela máxima: “o mais importante não o que fizeram comigo. Mas o que eu faço com o que fizeram comigo”. Esse para mim é o cerne do livre arbítrio.

Respeitar a si mesmo é uma grande responsabilidade que todo ser humano tem. Observar e constatar que tem seus próprios ciclos. Ao perceber que existem fases da vida e do ano que precisam de recolhimento, outros de expansão tornam a vida bem mais cheia de qualidade. Como se fossem as estações do ano. No verão sair, confraternizar, colocar a pele em contato com o sol e receber toda a sua energia. Depois vem o outono, com seus dias iluminados e começando a ficar frio. Bom momento para longas caminhadas meditativas. No inverno pode ser o momento de recolhimento. Dormir um pouco mais, curtir mais os momentos íntimos. Ler mais, se recolher. Quando chega a primavera está com as energias recarregadas. Momento de planos novos e colocar em prática sua consecução.


Existem momentos que a situação pode ficar difícil. Lembre-se que é uma fase. Respire devagar para sua mente oxigenar e poder pensar em como pode seguir adiante. Lembre-se a vida é cheia de fases. As vezes subimos e as vezes descemos e desse movimento que geramos força para crescer e evoluir. Tenha uma iluminada caminhada cheia de fases produtivas!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços


quarta-feira, 7 de março de 2018

Dia Internacional da mulher


Dia internacional da mulher

As datas especiais são lembretes de eventos e pessoas especiais. Não seria diferente ao se comemorar o Dia internacional da mulher. Os anos passam e ainda precisamos reforçar essa data para essas pessoais tão fantásticas que, muitas vezes, tem uma rotina muito cheia. Como e quando encontrar tempo para cuidar de si mesma?

O tempero da vida para deixá-la mais gostosa e fazer coisas que gosta. Ter um olhar sobre a rotina e ver o que pode ser melhorado ou encarado de forma diferente pode ser o ponto de partida.

Muitas das fases que vivemos tem suas peculiaridades. Entre a menarca e a menopausa muitas transformações acontecem no corpo, mente e emoções das mulheres. Os destemperos emocionais mensais testam a paciência e tolerância dos que convivem no mesmo teto ou ambiente de trabalho. Essa é uma peculiaridade que faz parte do dia a dia. Empatia e boa vontade são temperos para tornar a convivência mais harmoniosa.

Queridas mulheres não precisam ser fortes o tempo todo. Bem como não precisam se culpar quando não conseguem fazer tudo da enorme carga diária de atividades. É preciso saber delegar. Dialogar com quem se convive para dividir as tarefas. Saber que tem coisas que podem ser deixadas para depois e outras deixadas para lá. Atualmente estão surgindo cada vez mais incentivos a comunicação empática (conhecida como comunicação não-violenta) e também a educação emocional para ajudar as pessoas a melhor lidarem com seus sentimentos e emoções. Não somos só uma mente. Possuímos sentimentos e emoções fortíssimas. Que precisam ser melhor lapidadas e não reprimidas. Ao saber lidar com suas emoções não precisará mais escondê-las ou entrar em crise. É melhor um “piti” eventual do que um eterno conflito com as pessoas ao redor.

Existem aquelas características que nos são inerentes e aquelas que adquirimos por observar na família - nosso bem mais próximo. Ser um exemplo não é tarefa fácil. Talvez seja a mais nobre que qualquer pessoa possa ter. A mulher ainda se sobrecarrega com dupla jornada o que poderia ser facilmente resolvido se não houvesse tanta pressão e autocobrança. A busca do autoconhecimento pode ajudar muito nesse quesito. Separar o joio do trigo. Isto é: o que é seu inato e o que faz por absorver/observar na convivência com as pessoas ao redor seja: família, comunidade e cultura que está inserida.

Então queridas mulheres! Vamos nos encontrar mais com as amigas para rir e bater aquele papo gostoso. Vamos fazer aula de dança: seja do ventre, zumba ou qualquer outro ritmo. Sair para caminhar sozinha ou acompanhada. A vida é movimento. Olhe mais para dentro para ver o que realmente te faz feliz e menos para fora tentando alcançar um ideal de vida que na maioria das vezes não é o seu. Saiba que você é incrível. Que existe um mundo de possibilidades basta se permitir.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Torne sua rotina divertida


Torne sua rotina divertida

Sabe quem faz a diferença no seu dia a dia? É você mesmo. A maneira como encara a vida determina se seu dia será legal ou muito chato. Então quem sabe faça da sua rotina uma aliada para o seu dia ser mais divertido e feliz.

A rotina é uma sequência de procedimentos habituais. Repetidos com frequência. Existem hábitos adquiridos pensando na nossa saúde e bem estar que são ensinados desde a infância. Mesmo esses momentos podem ser divertidos. Por exemplo: escovar os dentes fazendo caretas.

Cantarolar enquanto faz algum tipo de limpeza como varrer. Usar a imaginação pode deixar as atividades bem mais legais de fazer. A ação é sua. Como executá-la pode fazer toda a diferença. Que tal agir assim:

1) Evite ficar se lamentando que tem que fazer tal coisa todos os dias. Respira fundo e procure ver as vantagens da ação feita. Quando observamos o efeito de fazer ou deixar de fazer já é um grande argumento. Lembre-se disso!

2) Procure fazer a rotina de um jeito diferente. Que facilite a sua vida e quem sabe se torne mais lúdica.

3) Reúna a família e/ou os moradores da casa e redistribuíam as tarefas. Que todos possam opinar e ajudar na determinação das atividades, evitando sobrecarregar mais uns dos que os outros. É preciso levar em consideração a idade e maturidade de cada um para fazer essa distribuição. Nesse momento podem inventar brincadeiras para tornar o momento mais descontraído.

O poder do bom humor e da força da união podem tornar o seu dia a dia bem mais divertido. Lembre-se que a rotina é sua aliada. Traz segurança e organiza o seu dia. A preguiça ou os momentos de ócio criativo podem ser bem mais curtidos quando tem espaço numa rotina mais lúdica.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Volta às aulas




Volta às aulas

Essa semana muitas escolas retornam às aulas. Uma nova rotina precisa ser estabelecida para o bom andamento do ano até a chegada das férias novamente quando a rotina muda de novo. Essas mudanças fazem bem para a cabeça e para o corpo. Muito amor e disciplina nessa hora ajuda muito para que o cotidiano seja agradável para todos.

Normalmente a rotina das férias é não ter rotina para a gurizada e o retorno às aulas exige paciência dos pais para que tudo fique organizado. Caso a criança passe a estudar de manhã. Precisa cuidar o horário de dormir na noite anterior. É provável que terá sono nos primeiros dias até se acostumar com o novo horário. Para que o resto do ano não vire um grande estresse é interessante cuidar alguns detalhes:

1) Horários: aula, fazer tarefas, estudar, brincar, descansar e ócio. É preciso deixar um tempo sem nada marcado. Não ocupe todos os horários do seu filho com atividades. Como também limite o uso de eletroeletrônicos.

2) Uniformes: é importante ter mais de um para o caso de sujar, molhar ou estragar. Lembre-se que ao usar o uniforme outras roupas são poupadas.

3) Local de estudo: Caso a criança não possa ter seu canto específico de estudo com escrivaninha e estante ou prateleira para guardar seu material. Que seja reservado no guarda-roupa ou outro local para ela guardar seu material escolar de forma organizada. A mesa da cozinha ou das refeições pode ser um perfeito local para estudar. Caso a criança tenha sua escrivaninha. Manter organizada com o material necessário para seus estudos.

4) Momento de estudos: eletroeletrônicos desligados. No máximo ter a vista um relógio. Caso passe de uma hora de estudos - faça um intervalo para relaxar a mente. Tenha a mão todo o material necessário. Local bem iluminado e com temperatura agradável. Tenha sempre um material para rascunho para exercitar e rabiscar para facilitar o estudo.

Estabelecer uma boa rotina de estudos ajuda seu cérebro a gravar tudo que aprendeu. Uma boa noite de sono, um horário tranquilo para estudar, ter um espaço para brincar e se divertir vão deixar o cotidiano agradável e feliz para todos. Bom retorno às aulas!

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Meditando com a gurizada: Meditando com a Gurizada 2018 / 3ª edição


Meditando com a Gurizada 2018 / 3ª Edição

"Meditar aflora tesouros internos"

De forma lúdica aprendemos
 a meditar, respirar, focar e relaxar.

Atividade extracurricular na Escola Medianeira em Santa Maria/RS
Aulas semanais
Horários, valores e dias serão informados em breve.

Maiores informações:
Andrea dos Santos Leandro
Professora do Meditando com a Gurizada
(55) 99632.1828
andrelis.2@gmail.com


Fonte: http://meditandocomagurizada.blogspot.com.br/2018/02/meditando-com-gurizada-2018-3-edicao.html#links

Casa como espelho: sala de estar




Casa como espelho: sala de estar

O nosso lar reflete muito de nós na forma como organizamos e decoramos. Reflete o que estamos vivendo e a maneira como encaramos a vida. Nesse momento vamos falar sobre a sala de estar. Onde recebemos as visitas e também é um local de relaxamento e descontração.

Todos os elementos existentes na sala podem refletir algo ou atrair o que gostaríamos. Os excessos devem ser cuidados. Muito organizado, nada pode ficar fora do lugar reflete rigismo e falta de flexibilidade. Não é possível relaxar num lugar assim. Assim como tudo ficar bagunçado e sem um mínimo de organização o tempo todo pode demonstrar que está precisando um pouco de estrutura e colocar um pouco de ordem na vida.

A casa reflete também fases da vida ou até do ano. Existem períodos que estamos sobrecarregados de atividades seja no trabalho ou estudos. Que sem ajuda tudo vira um caos. Nesses momentos é importante fazer uma reunião familiar e ver o que cada um pode fazer para ajudar ou então pedir a compreensão que por um período será difícil manter a ordem normalmente estabelecida.

Cada pessoa tem o seu temperamento e jeito de ser. Numa casa é preciso desenvolver o respeito mutuo e aprender formas de conviver. Nessa união de pessoas seja marido e mulher. Pais e filhos. Teremos aqueles que são mais acumuladores e aqueles que são desapegos. Teremos aqueles mais organizados e aqueles não tão organizados. Para o bem maior, reuniões podem ser realizadas respeitando a maturidade de cada um. Principalmente dos pequenos abaixo de 4 anos. Para estabelecer boas regras de convivência.

Pode-se começar a observar a sala desse lar como está disposta e decorada. Para melhor convívio os sofás ou cadeiras podem formar um “U” ou um quadrado. Todos de frente para poderem conversar ou desenvolver atividades em conjunto. O ideal não é deixar cadeiras de costas para a porta ou pelo menos deixar a passagem desimpedida. Quando está atravancada dá a ideia que não queremos outras pessoas no lar ou que elas não são bem-vindas. Cuide que pode ser essa a mensagem dada.

Os excessos como já mencionado demonstram um grande apego. Que tal, começar a deixar a vista só objetos que você realmente gosta. Não vale deixar um papai noel em cima da bancada. Ele tem o seu momento todos os anos.

Muitos objetos que lembram ou tenham haver com água representam que as emoções podem estar muito a flor da pele. Como por exemplo: quadros com imagem de mar ou lago. Fontes, plantas aquáticas e aquário. Se não for uma indicação de Feng Shui para esse cômodo então é interessante equilibrar. Principalmente se as cores preto e azul forem predominantes no ambiente. Muitas vezes é uma ação inconsciente. Nesse caso trocar os vasos com água por aqueles com terra e colocar quadros com montanhas pode ser um começo para equilibrar o ambiente.

O ambiente precisa acolher. Verifique como se sente ao entrar na sua sala. O ambiente é claro, tem iluminação natural, tem boa ventilação? Ou se sente oprimido e deslocado? Nesse caso o que pode fazer para mudar? Lembre-se de algumas dicas:
- Entrada desimpedida.
- Usar cores fortes nas paredes só se forem muito bem sintonizadas com o ambiente. Na dúvida coloque uma cor forte só numa parede. Lembre-se que as cores podem influenciar nosso humor e energia. Numa sala pode-se ter cores fortes preferencialmente numa parede. Pode combinar com cortinas, almofadas, estofados ou até com mantas. Precisam de um elemento em comum para não ficar dissonante.
- Para ampliar o ambiente pinte o teto de branco ou cor mais clara que as paredes.

Um ambiente acolhedor é como um abraço. Nada melhor do que chegar em casa e ser recebido pela casa e por aqueles que amamos com essa sintonia.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em harmonização de Espaços

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

A casa como espelho: entrada



A casa como espelho: entrada

A casa como um espelho reflete como somos. Revela muito sobre nós mesmos. Então fique atento e observe o que sua casa quer dizer. Evite julgamentos. Mesmo aquilo que parece muito ruim pode estar sinalizando algo bom que pode ser lapidado para uma melhoria na qualidade de vida. Vamos falar hoje sobre a entrada da casa.

A entrada do lar é como uma câmara de descompressão. Fazendo uma comparação com esse local num objeto que vai ao espaço ou ao fundo do mar. São profundezas que exercem pressão no corpo. E para voltar a nossa atmosfera precisamos de um tempo para o corpo se readaptar. Ao adentrar o lar de forma bem mais rápida é o seu momento: saindo do mundo externo e acessando seu mundo interno. Onde a atmosfera ou clima se preferir assim chamar é você e os moradores que determinam.

Ao olhar para o lar pode-se dar muitas interpretações sobre a mesma imagem. Por exemplo: uma entrada malcuidada pode simbolizar desleixo bem como você valorizar mais outras atividades do que cuidar do seu espaço. Você tem tantas atividades que a entrada fica relegada a alguns momentos de folga para ser manutenida.

Lembre-se que a entrada é seu cartão de visitas. Não é uma questão do que os outros vão pensar. Mas de fazer parte de uma comunidade. Leia a teoria das janelas partidas que compreenderá. Um local bem cuidado é inspirador. Um local atirado onde não é mexido a energia pode ficar estagnada. E esse ponto precisamos cuidar: da energia que não é bem cuidada.

Faça um exercício. Na próxima vez que entrar na sua casa observe os detalhes. Ela reflete quem você é, como quer que os outros te vejam ou como está vivendo seu momento atual?
Existem entradas belíssimas bem pensadas. O belo é inspirador. Você gosta e se sente bem? Se sim, parabéns! Caso sua resposta seja não. Repense a entrada de uma forma que seja acolhedora para você e sua família.

A entrada está com pichações, plantas secas e reboco caindo? Limpe, retire as plantas se não tem tempo de cuidá-las. Ou coloque plantas mais resistentes como a Espada de São Jorge. Ela é bela, receptiva e ainda traz a energia da proteção?  Ao entrar e sair de casa todos os dias agradeça ao lar que tem. Essa boa energia com o tempo vai criando uma aura ao redor do seu lar. O espaço estando belo e organizado vai colaborar com o afastamento das energias densas e as pessoas mal-intencionadas.


A energia de carinho imbuída ao cuidar da sua entrada também colabora para um ambiente mais acolhedor e protegido energeticamente. Não precisa transformar seu lar numa fortaleza. Isso pode chamar mais atenção. É preciso achar um equilíbrio entre beleza, segurança e acolhimento. Para tornar seu: Seja bem-vindo! Na sensação que você, seus familiares e amigos sentem ao chegar ao seu lar.

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

A casa como espelho



A casa como espelho

Nós achamos que escolhemos uma casa em função de sua forma, de seu tamanho, de seu aspecto exterior, de sua atmosfera. Isso só é verdade parcialmente, se considerarmos que a alma, para evoluir, precisa de uma certa situação vibratória. Cada lugar emite uma energia particular, e a pessoa se sentirá atraída por aquele ou por aqueles que estão em ressonância vibratória com ela.” (Nicole Dumond, livro: Espelho, Espelho Meu, página 61, Ed. Pensamento)

Como organizamos, decoramos e convivemos dentro dos ambientes de nossa casa dizem muito sobre nós e nossa dinâmica. Você observando como esses itens funcionam dentro de casa pode descobrir um pouco mais sobre si mesmo e as pessoas que convivem sob o mesmo teto.

Todos os cômodos possuem uma simbologia e dizem muito de como levamos a vida e convivemos com as pessoas. De uma forma geral podemos dizer que a função de cada peça é, por exemplo:

Entrada: adaptação. Sair para o mundo externo ou chegar no mundo interno.

Sala: convívio e comunicação.  Como nos relacionamentos com os outros.

Quarto: intimidade. Local de descanso e momentos de privacidade.

Cozinha: transformação. O alimento é saúde. Transmutando os alimentos em comida.

Banheiro: purificação. Higiene do corpo.

Escritório: responsabilidade. Local de trabalho ou estudo dentro de casa.

Sótão e porão: recordação. Guardar lembranças e o que é usado eventualmente.

E você realmente está dentro desses cômodos na hora que está ali. Como assim? Por exemplo: estar fisicamente na sala, mas sua cabeça está no escritório (preocupação com contas a pagar). Isso também é mais um exemplo de como vivemos fora do momento presente, mesmo dentro de casa, longe do trabalho.

A casa é um espelho. Observando e modificando os ambientes pode-se transformar a vida. Melhorar a aparência da entrada refletindo no modo de se adaptar o mundo e assim por diante.

O lar é cheio de potencial. Pode ser um grande laboratório em nossas vidas. Fazendo mudanças na nossa rotina em casa. Pode-se refletir nos nossos relacionamentos. Envolve modelos mentais, emoções arraigadas da infância, mudança comportamental, etc. Enfim, a partir de pequenos detalhes podemos fazer grandes mudanças. Toda e qualquer obra começa com um primeiro passo. Está preparado para dar o seu?


Observação: texto reeditado de 2012

Andrea dos Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Organizar a rotina

Organizar a rotina

Organizar a rotina da casa nem sempre é uma tarefa fácil. Pode ser muito desgastante. Pois cada um no lar tem seu ritmo, jeitos e gostos de agir. O que pode ser feito é uma reunião familiar, determinar as tarefas e montar um quadro para poder administrar essas atividades.

Com dados e fatos podemos visualizar melhor as situações para tomar decisões é assim que acontece nas empresas. Pode-se adaptar essa metodologia para o lar para não sobrecarregar ninguém. Todos sabem o que todos estão fazendo para torno o lar um lugar mais organizado, limpo, harmônico e feliz de viver. Sugestões de como fazer:

- As tarefas tem que ser determinadas de acordo com a idade e maturidade.

- Na reunião em família, onde todos opinam, determinar quais são as tarefas que serão divididas e como serão executadas.

- Montar um quadro diário ou semanal de atividades. Facilitando a visualização e controle.

- Pode-se colocar esse quadro na cozinha. Num local visível. Pode ser na parede ou porta da geladeira.

- Para incentivar pode-se criar um sistema de recompensa, mas não de castigos. Caso alguém não esteja cumprindo a sua parte devidamente o melhor a fazer é uma reunião e verificar a razão. Nesse momento tarefas podem ser redistribuídas. Pode ser que a pessoa não saiba fazer o que se está pedindo. Enfim, com diálogo tudo pode se esclarecer.

Abaixo uma sugestão de quadro de rotina semanal:

QUADRO DE ROTINA SEMANAL
TAREFA
SEGUNDA
TERÇA
QUARTA
QUINTA
SEXTA
SÁBADO
DOMINGO
Colocar o lixo para fora







Regar as plantas







Remover dejetos dos animais







Alimentar os animais







Lavar a louça







Varrer o pátio

















Acima sugestão de como o quadro pode ser montado. Pode-se colocar o nome de quem cumpriu a tarefa nos espaços em branco ou marcar com um xis o que foi realizado.

O quadro pode ser montado numa prancheta e por cima colocar um papel contact. Depois pode-se escrever com caneta de quadro branco e no final da semana apagar. E reiniciar na segunda-feira.

Vi uma opção que numa prancheta escrever na parte de cima “Fazer” e na parte de baixo “Feito”. Escrever as tarefas em prendedores. Na medida que são realizadas tira da parte “Fazer” e coloca na parte ”Feito”. Para diferenciar quem faz pode cada prendedor ser de uma cor. De acordo com quem tem que fazer a tarefa.

Use a criatividade. Faça uma ‘tempestade de ideias” e montem seu quadro de forma prática e por que não divertida.


Num primeiro momento sair da zona de conforto e da forte tendência de preguiça pode ser um desafio. Mas com o tempo todos colaborando a rotina não sobrecarregará ninguém. Todos verão os benefícios da colaboração e trabalho em equipe. Esse espírito vai ser levado para a escola, amigos e no trabalho. Todos unidos podem ir mais longe!

Andrea do Santos Leandro
Consultora em Harmonização de Espaços